Cuiabá (MT), 15 de junho de 2021 - 18:14

? ºC Cuiabá - MT

Noticia

15/04/2021 20:27 Gazeta Digital

Unemat repudia mensagens racistas e xenofóbicas contra estudantes de medicina

Mensagens de um grupo de WhatsApp, chamado “Unimontes – medicina”, causaram revolta nas redes sociais. Os vestibulandos, que prestaram o Enem e pretendiam se inscrever na Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat), fizeram diversas declarações racistas e xenofóbicas contra a universidade e a população cacerense.


Trechos das mensagens começaram a circular na última segunda-feira (13). O grupo de WhatsApp era formado por vestibulandos com interesse em ingressar na Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes), de Minas Gerais.


Porém, eles também discutiam sobre outras instituições de ensino como segunda opção para o curso de medicina.
Em dado momento da conversa, eles debocham da estrutura da Unemat, afirmando que “não tem nem reboco na parede”. Os estudantes então começam a fazer diversos comentários preconceituosos e até mesmo enviam fotos de estudantes de medicinas da universidade mato-grossense.

Leia também - Seduc prorroga restrições e recomenda teletrabalho a servidores


“Olhando por cima já achei uns 30 bolivianos”, escreveu um membro do grupo. Eles usam a proximidade de Cáceres (225 km a oeste de Cuiabá) com a Bolívia, para tecer diversas falas discriminatórias, comparando o município com tráfico de drogas.
“Lá não tem cadáver pros estudantes porque os reitores da universidade vendem em troca de drogas pro tráfico”, disse outro. “Vão te raptar pra você trabalhar nas plantações de coca da Bolívia”.


Ainda em tom preconceituoso, os estudantes continuam afirmando que Cáceres é perigosa, discriminando a regionalidade do local. “O coração da aula de anatomia é um ex-aluno”, disse.


Outro lado
A Unemat se manifestou após ter ciência das mensagens discriminatórias contra a instituição e a cidade de Cáceres. Conforme a nota de repúdio, as pessoas têm liberdade de expressão, porém, existe um limite entre afirmação pessoal e ofensa.


“Apesar de entendermos que tal plataforma traz, em sua natureza, a expressão de afirmações de caráter pessoal e descontraído, o conteúdo quando lançado ao público evidencia uma percepção extremamente preconceituosa, discriminatória, além de profundo desconhecimento das especificidades regionais”.


A instituição foi informada sobre as falas pelo Centro Acadêmico Livre de Medicina (CALM). Ainda na nota, a Unemat elogia o município cacerense. “Temos como sede a cidade de Cáceres (a 219 km da Capital do Estado), uma cidade calorosa e acolhedora. A sua natureza é rica, dominada pelo bioma Pantanal, e sua cultura múltipla, marcada por diversas influências e pela fronteira com a Bolívia. A Unemat desenvolve projetos em diversas áreas com nosso país coirmão e agradece pela sua contribuição em ações de ensino, pesquisa e extensão”.


Fale Conosco

Fone (65) 3023-2102

Patricia Bueno Mussi
[email protected]

 

 

Assessoria Jurídica.

Marcos Davi Andrade

Copyright 2015 - Todos os direitos reservados.
Max Notícias.

Crie seu novo site Go7
vers�o Normal Vers�o Normal Painel Administrativo Painel Administrativo