Cuiabá (MT), 15 de outubro de 2019 - 12:11

? ºC Cuiabá - MT

Polícia

11/10/2019 13:14

Polícia prende marido suspeito pela morte de enfermeira em Sinop

A Polícia Civil prendeu na manhã desta sexta-feira (11) o empresário Ronaldo Rosa, suspeito de estar envolvido na morte da sua esposa, a enfermeira Zuilda Correa, de 43 anos, em Sinop (500 km de Cuiabá). O corpo dela foi encontrado em uma região de mata na terça-feira (8).

A informação foi confirmada ao MidiaNews pelo delegado que comanda as investigações, Carlos Eduardo Muniz.

Segundo ele, Ronaldo foi preso em uma residência no bairro Camping Clube. Ele não resistiu à prisão e está sendo submetido a interrogatório na delegacia da cidade.

Além dele, um policial militar havia sido preso e confessou ter cometido o crime com a ajuda do marido da vítima.

Desde a última terça-feira (8), Ronaldo era procurado pela Polícia Civil. Foi ele quem registrou um boletim de ocorrência comunicando que a esposa teria desaparecido no dia 27 de setembro.

No entanto a versão dele causou estranheza pela demora na comunicação. Em sua versão ele relatou que encontrou a caminhonete em que estaria Zuilda na porta da casa onde moravam.

Ao pegar as chaves reservas do veículo dentro de casa, constatou que estavam faltando roupas de Zuilda e uma quantia em dinheiro. Ao checar a caminhonete, relatou ter visto manchas parecidas com sangue e fios de cabelo. 

Relembre o caso

Zuilda Correa foi dada como desaparecida no dia 27 de setembro. No boletim de ocorrência, feito no dia seguinte, Ronaldo contou que encontrou manchas de sangue e fios de cabelo na caminhonete do casal, em frente à residência deles.

Segundo ele, antes do desaparecimento, ele havia ido atrás da esposa no Hospital Santo Antônio, onde Zuilda trabalhava. Mas ela não estava lá.

Posteriormente, disse ter seguido para um “espetinho” que o casal possuía e ficou à sua espera.

Ao notar a ausência da esposa, ele relatou ter retornado à residência, onde não a encontrou. Ele diz que então seguiu para a igreja que esposa frequentava, onde também não a localizou.

Disse que mais tarde encontrou a caminhonete dela em frente de casa.

No início da semana, a Polícia Civil prendeu o policial miltar Marcos Vinícius Pereira Ricardi, que confessou o crime e apontou a participação de Ronaldo. Ele ainda levou os policiais militares no local onde os dois jogaram o corpo da mulher.

O corpo da enfermeira já estava em decomposição e foi reconhecido pelo filho, por meios dos objetos pessoais.

Segundo o PM, o crime teria sido cometido em razão das constantes brigas do casal.

Fonte:https://www.midianews.com.br


Fale Conosco

Fone (65) 3023-2102
redacao@maxnoticias.com.br

 

Assessoria Jurídica.

Marcos Davi Andrade

Copyright 2015 - Todos os direitos reservados.
Max Notícias.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo