Cuiabá (MT), 19 de agosto de 2018 - 01:37

? ºC Cuiabá - MT

Polícia

10/08/2018 09:15

Abalada, esposa de barbeiro esmagado em acidente pede justiça: "não quero que aconteça com ninguém"

“Eu peço Justiça, pois se hoje eu choro, amanhã pode ser outra esposa”, relata de Karlla Vasconcelos Fialho, esposa do barbeiro, Evando de Figueiredo Leite Pereira, de 23 anos, morto atingido por um ônibus de transporte coletivo, na Avenida Fernando Correa da Costa, na tarde de segunda-feira (6), em Cuiabá.

Evando, que era conhecido pelos mais próximos como “Dinho”, era pai de um menino de 3 anos e morava no bairro Tijucal com a sua mulher. Karlla contou ao HiperNotícias que o marido era ótima pessoa e que foi mais uma vítima de motoristas imprudente de Cuiabá. A mulher pede às autoridades que seja feita justiça para que outras famílias não passem pelo mesmo sofrimento.

“Eu peço justiça, pois se hoje eu choro, amanhã pode ser outra esposa, outra mãe, outro filho que pode chorar. Eu peço que essa empresa de ônibus comece a dar valor no seu transporte. Eu quero que os responsáveis comecem a prestar atenção nos detalhes, nos motoristas, porque tem muitos mal-educados. Eu vejo que muitos condutores não são capacitados para fazer o transporte de pessoas. Então, eu peço que a empresa seja notificada, pois como que eles contratam uma pessoa qualquer? Esse ônibus ainda está na rua? Será que eles não se preocupam que tem vidas ali dentro?”, questionou a esposa da vítima.

De acordo com a Polícia Civil, no dia do acidente, o motorista do ônibus seguia no sentido centro ao bairro. O sinal, no cruzamento entre as avenidas Beira Rio e Fernanda Corrêa, estava amarelo e logo ficou vermelho para o condutor, porém ele insistiu em passar e bateu no carro da frente, que parou ao sinal. Com a pancada o veículo modelo Ecosport foi jogado para a pista da esquerda e desviou para a direita, atingindo dois motociclistas que estavam esperando o sinal abrir para seguirem para a Fernando Corrêa. Eles vinham da Beira Rio.

Karlla afirma que após a morte do seu marido, os responsáveis pela empresa disseram que iriam prestar todo o apoio à família. Contudo, a mulher afirma que os gestores da União Transportes só foram na casa da mãe de Evando, na quarta-feira (8), dois dias após o acidente.

“O pessoal da empresa União Transportes foi aparecer na casa da minha sogra na quarta-feira (8). Os responsáveis da empresa disseram que iriam arcar com todas essas questões do sepultamento. Eles disseram também estiveram no velório do meu marido, mas só que ninguém da nossa família viu alguém da empresa lá. Não tinha ninguém, eles não desceram, não falaram com ninguém da minha família”, afirmou a mulher à reportagem.

A esposa do motociclista disse, também, que foi informada por outras pessoas que o motorista do ônibus só andava em alta velocidade. Além disso, ela criticou o estado de conservação dos veículos de transporte coletivo de Cuiabá.

“O que todo mundo me disse é que o motorista andava correndo. Um outro motorista disse que o condutor do ônibus só andava em alta velocidade. Eu gostaria de saber porque esse ônibus ainda estava em circulação? Isso que não dá pra entender. Uma total imprudência dele e da empresa. Espero que tudo seja resolvido e os culpados paguem pelo o que fizeram com a vida do meu esposo”, denunciou.

Por fim, Karlla disse que neste momento ainda não encontrou palavras para descrever a falta que o marido faz. 

“O meu marido saiu de casa para ajuda o pai e nunca mais voltou. Ele saiu de casa às 14 horas e estava demorando muito para voltar. Logo depois, eu vi pelas redes sociais que um motociclista havia morrido na Fernando Correa. Por volta das 17 horas, eu liguei pra ele e já foi uma policial que atendeu. Eu não tenho palavras para descrever o que sinto no momento. O meu marido era um ótimo pai e um ótimo companheiro”, finalizou Karlla.

Após o acidente, o motorista foi encaminhado à Delegacia Especializada de Delitos de Trânsito (Deletran) para prestar depoimento ao delegado Cristian Cabral. Um inquérito foi instaurado e deverá ser concluído nos próximos dias.

Fonte:http://www.hipernoticias.com.br/

 


Fale Conosco

Fone (65) 3023-2102
redacao@maxnoticias.com.br

 

Assessoria Jurídica.

Marcos Davi Andrade

Copyright 2015 - Todos os direitos reservados.
Max Notícias.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo