Cuiabá (MT), 11 de abril de 2021 - 20:06

? ºC Cuiabá - MT

Noticia

06/04/2021 06:51 Folha Max

Abrasel: Bares e restaurantes temem não pagar salários e projetam 40 mil desempregados em MT

Setor é o mais afetado diante da "segunda onda" da Covid

Em vídeo publicado nesta segunda-feira (5), a empresária Lorenna Bezerra, presidente Associação Brasileira de Bares e Restaurantes em Mato Grosso (Abrasel-MT), fez um desabafo e vários questionamentos quanto à situação dos empresários do setor que estão impedidos de trabalharem integralmente como forma de evitar o avanço da pandemia de Covid-19 e reduzir a ocupação dos leitos de UTIs que continua na casa dos 97%.  Ela afirma, na gravação, que se o setor continuar impedido de trabalhar, serão mais de 40 mil pessoas desempregadas no Estado.

"Hoje é dia 5 de abril, dia da pagar os funcionários e eu como presidente da Abrasel estou sendo contestada pelos empresários, de como é que eles vão fazer essa folha de pagamento, como é que eles vão pagar os funcionários estando há 30 dias fechados e sem caixa pra efetuar esse pagamento. E o que é pior: sem saber quando irão retomar", diz a presidente da Abrasel.

Na sequência, Lorenna Bezerra, que é também empreendedora, dona do Restaurante Galeto Cuiabano, faz mais indagações. "E aí eu te pergunto: como é que a gente vai fazer pra honrar com essas famílias? Sem ter dinheiro em caixa e sem ter nem previsão de quando vai voltar a trabalhar", lamenta a empresária.

Por fim, ela alerta que o cenário tende a piorar drasticamente do ponto de vista econômico para empresários e traballhadores do setor de bares e restaurantes que estão proibidos de funcionar desde o dia 1º de março, quando foi publicado o Decreto Estadual 836 determinando toque de recolher a partir das 21 horas até às 5 horas do dia seguinte. O decreto limita o funcionamento de supermercados e demais serviços considerados essenciais ao período entre 5h e 19h de segunda a sexta-feira enquanto aos sábados e domingos o fechamento deve ocorrer às 12 horas. 

Depois, no dia 5 de março, o Governo do Estado fez uma alteração permitindo supermercados e similares a funcionarem até 19h nos sábados. Para restaurantes e bares continuou a proibição de abertura, sendo autorizado somente o funcionamento de serviço na modalidade delivery até às 23 horas, inclusive aos domingos.

A presidente da Abrasel Mato Grosso afirma que o setor não consegue mais suportar essa situação. "Não tem como ficar assim, serão mais de 40 mil desempregados no setor de alimentação fora do lar somente no do período noturno. Mato Grosso vai sentir esse esse desemprego. E eu te pergunto: como é que nós vamos resolver isso?", questiona. 

Além de "viralizar" o vídeo em grupos de WhatsApp, a empresária também o publicou no Instagram da Abrasel-MT e fez várias marcações de perfis. Dentre eles, o Governo de Mato Grosso, o Ministério Público Estadual (MPE), o governador Mauro Mendes, a Assembleia Legislativa e vários deputados estaduais. 


Fale Conosco

Fone (65) 3023-2102

Patricia Bueno Mussi
redacao@maxnoticias.com.br

 

 

Assessoria Jurídica.

Marcos Davi Andrade

Copyright 2015 - Todos os direitos reservados.
Max Notícias.

Crie seu novo site Go7
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo