Cuiabá (MT), 16 de janeiro de 2019 - 23:19

? ºC Cuiabá - MT

Noticia

14/01/2019 08:43

Lei prevê multa de R$ 200 para quem alimentar pombos em espaços públicos de Cuiabá

Entrou em vigor no dia 4 de janeiro a lei 6.340, que multa em R$ 200 as pessoas que alimentarem pombos em locais públicos de Cuiabá. A medida foi uma proposta do vereador e médico Ricardo Saad (PSDB), que teve aprovação na Câmara dos vereadores, porém foi vetada pelo prefeito Emanuel Pinheiro (MDB). Ao retornar para os vereadores, o presidente da Casa, Misael Galvão (PSB), derrubou o veto do prefeito e publicou a lei.

O documento diz que a pessoa que for flagrada alimentando as aves, em espaços urbanos da Capital, poderá ser multado em R$ 200. Caso o cidadão seja recorrente na ação, a multa será dobrada.

Conforme a lei, publicada no Diário de Contas na última semana, fica proibido a comercialização de alimentos para pombos nas vias e logradouros públicos ou manter abrigo para alojamento de pombos.

“Os proprietários de imóveis com infestação de pombos deverão providenciar redes e outros obstáculos visando dificultar o seu pouso e nidificação”, diz trecho da lei.

Conforme o vereador Ricardo Saad, a lei não pretende matar os pombos,  mas punir quem alimenta as aves proporcionando o aumento da população. Visa também  cobrar que o Centro de Zoonoses de Cuiabá faça o manejo dos animais para um local  fora do alcance dos humanos.

A presença dos pombos pode ser prejudicial à saúde das pessoas, pois suas fezes são carregam microorganismos causadores de doenças graves.

No ano de 2017, o servidor dos Correios, Celso Luiz Gomes, 43, teve a morte cerebral depois de passar 14 dias internado em um hospital da Capital. Ele foi diagnosticado com Criptococose, conhecida como “doença do pombo”, que pode levar à meningite. A patologia é transmitida por fungos presentes nas fezes das aves.

Conheça as doenças causadas pelos pombos

Criptococose: Compromete o pulmão e pode afetar o sistema nervoso central, causando alergias, micose profunda e até meningite subaguda ou crônica. Seus sintomas são: febre, tosse, dor torácica, podendo ocorrer também dor de cabeça, sonolência, rigidez da nuca, acuidade visual diminuída, agitação e confusão mental.

Histoplasmose: Causa uma micose profunda e seus sintomas variam desde uma infecção assintomática até febre, dor torácica, tosse, mal estar geral, anemia, etc. É uma doença que vai depender do estado de saúde do indivíduo, podendo assim se desenvolver ou não.

Salmonelose: Gera uma toxinfecção alimentar com sintomas como febre, diarréia, vômitos, e dores abdominais. Suas fezes, em contato com alimentos como verduras, frutas, podem acarretar nessa doença.

Ornitose: O indivíduo infectado pode apresentar febre, vômito, calafrio, mialgia, tosse, cefaléia, acompanhados por comprometimentos das vias aéreas superiores e inferiores. Essa doença é oportunista, isto é,depende do estado de saúde do indivíduo.

Dermatites: parasitose causada pelo piolho do pombo (ácaros, Ornithonyssus sp.), que provoca erupções na pele e coceiras semelhantes às de picadas de insetos.

Alergias: ocasionadas pela inalação de penugens de pombos ou de um ar rico em poeira das fezes dos pombos. Pode causar rinites, ou crises de bronquite em pessoas sensíveis.

Fonte:http://www.hipernoticias.com.br


Fale Conosco

Fone (65) 3023-2102
redacao@maxnoticias.com.br

 

Assessoria Jurídica.

Marcos Davi Andrade

Copyright 2015 - Todos os direitos reservados.
Max Notícias.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo