Cuiabá (MT), 22 de maio de 2022 - 00:34

? ºC Cuiabá - MT

Esporte

12/05/2022 09:18

Fluminense joga mal, mas vence o Vila Nova e avança às oitavas da Copa do Brasil

Germán Cano e Luiz Henrique marcaram os gols do Tricolor, que já havia levado a melhor na ida, no Maracanã; adversário sairá em sorteio

Não foi um jogo tecnicamente bom, mas o Fluminense fez o suficiente para vencer novamente o Vila Nova, desta vez por 2 a 0, e garantir a classificação para as oitavas de final da Copa do Brasil. Na noite desta quarta-feira, o Estádio Serra Dourada voltou a receber uma partida, o que não acontecia desde 2019, e viu Germán Cano e Luiz Henrique garantirem a vaga do Tricolor. O Flu encerrou uma invencibilidade de 24 jogos dos goianos como mandantes. A ida havia sido 3 a 2 para os cariocas.

O Flu volta a atenção agora novamente para o Campeonato Brasileiro e neste sábado enfrenta o Athletico-PR às 21h, em Volta Redonda. Na quinta-feira terá o Unión Santa Fe fora de casa, pela Sul-Americana. O Tricolor agora aguarda o sorteio para saber o chaveamento e o adversário das oitavas da Copa do Brasil. A previsão é que seja dia 2 de junho. Já o Vila Nova terá o Sampaio Corrêa pela frente no sábado, às 18h30, pela Série B.

FAÇA O L (E A DANCINHA)

O jogo começou animado no Serra Dourada e com uma boa chance para cada lado. O Fluminense adotava uma postura de tentar sair jogando, enquanto o Vila Nova tentava recuperar a bola. Mas os visitantes logo chegaram ao gol. Aos nove minutos, após cobrança de escanteio, Nino desviou de cabeça e Germán Cano apareceu bem posicionado e livre para cabecear e balançar a rede, fazendo o L e a dancinha em homenagem ao filho Lorenzo. Foi o 13º gol dele no ano.

SUSTOS DOS DONOS DA CASA

O gol acabou sendo um balde de água fria na torcida do Vila, que fazia uma bonita festa, mas isso logo mudou. O time tentou se recuperar e pressionou muito até o fim do primeiro tempo. Com uma sequência de ataques, os goianos tiveram algumas ótimas oportunidades, mas sofriam com a dificuldade em finalizar. Na frente no placar, o Fluminense parou de jogar, baixou as linhas e teve problemas para se movimentar. Diniz ainda perdeu Samuel Xavier, que teve um enjoo, e precisou acionar Calegari. Faltou mais qualidade técnica para o Vila Nova buscar um ou até mais gols.

DIFÍCIL

 

O Fluminense voltou para o segundo tempo parecido como terminou o primeiro: dando espaços para o Vila Nova arriscar. O time de Fernando Diniz até tentou se arriscar no ataque, mas chutou duas bolas para fora e demonstrou dificuldade em sair jogando e desenvolver as jogadas. Faltava atenção, velocidade, aproximação e mais qualidade técnica.

UFA!

O jogo se encaminhava para um festival de erros, mas foi em um desses lances que nasceu o segundo gol do Fluminense. Aos 21 minutos, o time carioca perdeu uma bola e roubou novamente em seguida. Em jogada de pé em pé, Nathan achou Yago Felipe na esquerda e o volante tocou para Pineida. O lateral invadiu a área e encontrou Luiz Henrique, completamente livre, para dar um peixinho e ampliar a conta para o Flu, deixando a partida mais tranquila.

 

TUDO CERTO

A reta final da partida foi do Fluminense tentando controlar a partida e o Vila Nova já com pouca inspiração para tentar algo a mais. O Tricolor investiu em mais algumas alterações para fazer o tempo passar e ouviu até a torcida gritar “olé” enquanto fazia a festa na arquibancada do Serra Dourada.

 

FICHA TÉCNICA
VILA NOVA 0X2 FLUMINENSE

Data/Hora: 11/05, às 21h30
Local: Estádio Serra Dourada, Goiânia (GO)
Árbitro: Anderson Daronco (RS – FIFA)
Assistentes: Rafael da Silva Alves (RS – FIFA) e Michael Stanislau (RS)

Gols: Cano (9’/1ºT) (0-1), Luiz Henrique (21’/2ºT) (0-2)
Cartões amarelos: Ralf, Arthur Rezende, Pablo (VIL), Calegari, Wellington, Martinelli (FLU)
Cartões vermelhos: –

VILA NOVA: Georgemy; Alex Silva (Pedro Bambu – 32’/2ºT), Rafael Donato, Renato e Willian Formiga; Ralf (Paulo Roberto – intervalo), Arthur Rezende e Matheuzinho (Wagner – 32’/2ºT); Victor Andrade, Rubens (Diego Tavares – 15’/2ºT) e Pablo Dyego. Técnico: Higo Magalhães.

FLUMINENSE: Fábio; Samuel Xavier (Calegari – 30’/1ºT), Nino (Luccas Claro – 18’/2ºT), David Braz, Pineida; Wellington (Martinelli- 30’/2ºT), André, Yago Felipe e Nathan; Luiz Henrique (Caio Paulista- 30’/2ºT) e Germán Cano (Fred- 30’/2ºT). Técnico: Fernando Diniz.


Fale Conosco

Fone (65) 3023-2102

Patricia Bueno Mussi
[email protected]

 

 

Assessoria Jurídica.

Marcos Davi Andrade

Copyright 2015 - Todos os direitos reservados.
Max Notícias.

Crie seu novo site Go7
vers�o Normal Vers�o Normal Painel Administrativo Painel Administrativo