Cuiabá (MT), 18 de julho de 2019 - 19:25

? ºC Cuiabá - MT

ELEIÇOES

19/10/2018 07:57 Lázaro Thor Borges/GD

32 candidatos são acionados por derrame de santinhos

A Procuradoria Regional Eleitoral ingressou com 32 representações por derrame de santinhos contra candidatos a todos os cargos nas eleições deste ano. O governador em exercício, Pedro Taques (PSDB), e o governador eleito, Mauro Mendes (DEM), estão na lista dos responsabilizados.  

Ao todo, sete candidatos eleitos foram acionados por terem espalhado material de campanha em frente a locais de votação em todo Estado. Irregularidades do tipo aconteceram na noite de sábado (6) para domingo (7), uma prática que é conhecida como “voo da madrugada”.   

Além de Mauro Mendes, foram responsabilizados Selma Arruda (PSL), Nininho (PSD), Leonardo Albuquerque (SD), Janaina Riva (MDB), Neri Geller (PP) e Guilherme Maluf (PSDB). A lista da Procuradoria também inclui nomes de candidatos que não venceram a disputa eleitoral. É o caso de Juca do Guaraná (Avante), Ezequiel Fonseca (PP), Adilton Sachetti (PRB) e Nilson Leitão (PSDB), além de Taques. Carlos Fávaro (PSD), responde a dois processos do tipo.   

 

Até o momento, somente Neri Geller, Nilson Leitão, Guilherme Maluf e Juca do Guaraná apresentaram defesa nos autos. Os dois últimos são os únicos já condenados ao pagamento de multas. Juca do Guaraná terá de pagar R$ 21 mil por ter espalhado santinhos em 7 colégios eleitorais.   

 

O juiz Paulo Sodré fixou o valor da multa em R$ 3 mil por princípio de “razoabiliadade”, alegando que o se o valor previsto em lei fosse aplicado, o candidato teria que desembolsar R$ 35 mil, valor que representa 12% dos gastos de campanha. Em outro processo, o juiz Mário Roberto Kono de Oliveira multou Guilherme Maluf no valor mínimo, de R$ 5 mil, por espalhar santinhos em frente a Escola Estadual André Luiz da Silva Reis, em Cuiabá.   Nilson Leitão se defendeu dizendo que os santinhos foram roubados no dia 20 de novembro, junto com uma caminhonete usada na campanha. Já Neri Geller afirmou que seus cabos eleitorais foram avisados, um dia antes da votação, sobre a proibição da prática.   

 

Além dos candidatos já citados, também respondem pelas irregularidades Valdir Correia, Serys Slhessarenko, Antonio Ferreira de Souza, Eduardo Victor Magalhães, Radames Alves, Carlos Avalone Júnior, Roberto Campos Corrêa Júnior, José Roberto Bezerra, Emídio Antônio de Souza, Antônio Aparecido de Freitas, Marco Aurélio Marrafon, Júlio César Maia Pereira, Werley Silva Peres, Samir Bosso Katumata, Rafael Beal Ranalli, Wanderson Nunes de Siqueira e Henrique Lopes do Nascimento.


Fale Conosco

Fone (65) 3023-2102
redacao@maxnoticias.com.br

 

Assessoria Jurídica.

Marcos Davi Andrade

Copyright 2015 - Todos os direitos reservados.
Max Notícias.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo